sábado, 18 de janeiro de 2014

Readaptação da Envy em Foz do Iguaçu

"Oi, Vovó e Vovô!

Apollo e eu na casa da Vovó
Tudo bem com vocês? Mamãe achou que seria legal eu escrever para vocês contando como está sendo voltar para a casa dela depois de 1 ano e 7 meses morando com vocês no Rio Grande do Sul. Bom, primeiramente eu gostaria de agradecê-los por terem me cuidado tão bem, terem me dado tanto carinho nesse período em que minha mamãe não pôde ficar comigo. Felizmente aqueles dias todos em que eu e ela estudamos juntas para concursos renderam frutos e agora ela pode cuidar de mim de novo! Mas vocês certamente estão no rol dos meus humanos preferidos e eu nunca irei esquecer o que fizeram por mim, nem a mamãe. Também nunca irei esquecer do Apollinho... a gente brigava pelas caminhas, mas eu o amava também.


Eu, voltando pra casa!
Bom, a viagem pra cá foi muito cansativa pra mim, no começo eu fiquei tremendo de medo, então a mamãe conversava comigo o tempo todo. Depois ela teve a ideia de me soltar daquela cadeirinha e me prender no cinto de segurança, então eu deitei na minha caminha, que tem o meu cheirinho, do Apollo e da casa de vocês e viajei super bem, só precisei parar duas vezes para fazer xixi.

Mas o que eu quero mesmo contar para vocês é que mamãe e papai não moram mais naquele apartamento apertadinho, agora tem uma casa bem grande pra eu explorar - adorei isso! Já cheirei cada cantinho, mas por enquanto não estou mais saindo lá fora porque a mamãe disse que tem carrapatos e ela ainda precisa passar veneno, pois se os carrapatos me picarem, posso ficar doentinha...

Pretinha em seu lugar preferido
Bom, logo que cheguei aqui a mamãe foi me mostrar o pátio e o papai entrou... corri por tudo com um sorriso na cara! Logo, papai veio dizer para a mamãe: "Eles estão muito assustados, é melhor você entrar...". Então a mamãe entrou e não me levou com ela... fiquei do lado de fora com o papai e comecei a ficar tensa sem saber o que estava acontecendo, os dois entravam e saíam da casa e eu só podia ficar lá fora. Acho que nessa hora eu fiquei chateada e com medo de ter que morar no quintal... mas logo mamãe abriu a porta e disse: "Vem!". Que felicidade!!!!! Entrei feliz da vida na sala e só depois de alguns segundos percebi que tinha uma gata em cima do sofá... ficamos imóveis. Eu e ela nos encaramos por alguns instantes... e só então nos reconhecemos! A Pretinha está uma mocinha. Bom, mas aí não dei muita atenção a ela, eu queria ver o restante da casa... queria entrar em todos os quartos e cheirar tudo... e depois de reconhecer todo o novo território, é que voltei para a sala e vi o Gatão, saindo da sua toca. Ele ficou assustado quando percebeu minha presença do lado de fora, mas logo reconheceu o meu cheiro e veio me cumprimentar. Depois disso, o papai e a mamãe saíram e me deixaram sozinha em casa com os gatos!! Eu gritei e chorei muito, não acreditei que estavam fazendo aquilo comigo, logo no primeiro dia... mas eles voltaram e então eu entendi que haviam saído só para jantar. Agora estou bem feliz aqui com meus antigos amiguinhos, até deixo o Gatão dormir na minha cama e teve um dia que a mamãe deixou nós 3 ficarmos um pouquinho na cama dela...
Nós 3 na caminha da mamãe

Gatão dividindo a caminha comigo

Eu e a bollinha
A nossa casa é super legal, e tem um quarto só para visitas onde a mamãe nunca nos deixa entrar. Tem outro quarto onde a mamãe guarda só as coisas dela e adivinhem o que eu encontrei lá? TODOS OS MEUS BRINQUEDINHOS que haviam ficado aqui. Mamãe disse que ficou surpresa com minha inteligência, pois no meu segundo dia aqui, quando ela chegou do trabalho, eu a convidei para brincar e fui sozinha até esse quartinho buscar uma bolinha na cesta dos brinquedos. Só não gostei de uma coisa aqui: não tem grama aqui para eu fazer xixi, e eu fiquei com medo de ir nas pedrinhas porque algum bichinho me machucou na minha primeira manhã aqui. Mas a mamãe e o papai estão super orgulhosos de mim, porque no terceiro dia eu já aprendi a usar o banheiro corretamente... olhem:
Meu banheiro com gradinhas
Eu nas pedrinhas, antes de ter medo
Eu explorando a casa nova - 1ª noite


Aqui a mamãe não comprou papinha de bebê para misturar na minha ração, mas como eu não comia mais a ração seca, ela teve que misturar uma outra ração molhadinha. Então eu comi tudinho. Só tem um problema: os gatos amaram o cheirinho e agora todo mundo come ração com molhinho!
Eu comendo tudo
Comidinha gostosa

Pretinha, inconformada
A Pretinha tem ciúmes de mim porque a mamãe e o papai deixam eu sair um pouquinho (só de vez em quando) e ela não pode sair porque ainda não é castrada e é meio fujona (e sempre que saio e ela fica espiando com essa cara aí). A mamãe até comprou coleirinha com plaquinha de identificação para todos nós, com o telefone deles gravado, assim se um de nós fugirmos, existe a possibilidade de sermos encontrados por alguém legal que nos traga de volta pra casa. Eu e a Preta já estamos usando nossa coleirinha, o Gatão ainda não porque qualquer coisa diferente o assombra... mamãe até colocou nele, mas como ele ficou com muito medo, teve que tirar. Mamãe comprou um bebedouro novo super maneiro para os gatos, acho que foi para eles não ficarem com tanto ciúme de mim, mas agora quem ficou com ciúmes fui eu, porque o bebedouro deles é uma fonte ligada na luz que deixa a água sempre gostosa e fresquinha e o meu é o bebedouro de bilha normal. Bom, mas ainda bem que a mamãe comprou logo meu bebedouro novo, eu não aguentava mais tomar água no potinho e me molhar a cada vez... ainda bem que existe esse tal de "Mercado Livre", porque a mamãe diz que as lojas normais só ficam abertas quando ela está trabalhando.
Meu bebedouro com comedouro

Pretinha bebendo água no bebedouro novo e eu com ciúmes













Bem, já tem quase 2 semanas que estou de volta e acho que estou me adaptando bem. Eu me estressei um pouquinho com a mudança de ambiente e de rotina, saíram umas feridinhas na minha barriga, mas a mamãe já me levou no meu dotorzinho e ele cuida tão bem de mim que desde o último banho eu não me cocei mais! Sinto saudades da companhia de vocês e das frutinhas que o Vovô dividia comigo, mas estou me sentindo feliz vendo a mamãe e o papai juntos e bem de novo. A mamãe sai tão cedo para trabalhar que na maioria das vezes eu fico com preguiça de levantar com ela e fico dormindo dentro do quarto... mas depois eu me arrependo e arranho a porta para sair. Ela não me dá muita atenção de manhã porque sempre acorda em cima da hora, mas eu sei que ela me ama porque ela sempre volta... e quando ela volta eu fico muito feliz, faço muita festinha e como recompensa, ela joga a bolinha pra eu buscar. O papai trabalha em casa e eu o vejo bastante durante o dia, então todas as noites durmo no chão, perto da cama, do lado da mamãe para matar a saudade... o papai é muito carinhoso comigo e é mais legal do que a mamãe porque quase sempre me dá um pouquinho do que ele está comendo (mamãe diz que eu não posso). Nesta foto eu tinha acabado de comer amendoim, vejam como eu estava faceira:

Papai e eu: na boa, eu amo muito esse cara!!! 
Agora que vocês já sabem como é minha vida nova, só falta virem nos visitar! 
Um lambeijo,
Envy."

2 comentários:

Lu Weizenmann disse...

Bacana! rs

Maria Librenz! disse...

Adorei saber notícias de você Envy. Vamos te visitar logo, logo. Estamos com saudades da nossa fofa comilona!