sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Por que os homens fazem sexo e as mulheres fazem amor?


Apesar de eu ter lido só 3 livros este ano, quero compartilhar também um pouco de cada um deles no Blog. Ah, e esse relaxamento tende a amenizar, já comecei outros 2 livros e pretendo terminar eles em NO MÁXIMO 1 mês... sei que para quem está sem cursar o semestre na faculdade 2 livros é muito pouco, mas até o final do ano eu pretendo melhorar esta média, afinal, semestre passado li 3 estando matriculada em Psicologia. 
Vou começar com o primeiro livro que li em 2009: "Por que os homens fazem sexo e as mulheres fazem amor?" (Allan e Barbara Pease). É um livro realmente muito interessante e as teorias são todas fundamentadas na Psicologia Evolucionista (ou seja, é Darwin, não tem nada de viagem Freudiana, podem ficar tranquilos, o livro foi escrito a partir de uma pesquisa científica e não de achismos dos autores depois que cheiraram cocaína)! Claro que não vou resumir o livro aqui, mas ele trata basicamente das diferenças entre os sexos e dos conflitos que essas diferenças (herdadas biologicamente) podem causar em nossa vida social e no relacionamento homem/ mulher. É MUITO INTERESSANTE! Este livro vale a pena para todos os seres humanos do planeta, pois hoje, mesmo para quem optar por ser solteiro para o resto dos seus dias, saber conviver e se relacionar é fundamental.
Então aqui está o trecho do livro que eu escolhi e TRANSCREVI, simplesmente porque é óbvio que todo mundo já passou por isso!
O ESTRANHO CASO DA MANTEIGA DESAPARECIDA... 
Todas as mulheres do mundo já tiveram uma conversa assim com um homem parado na frente da geladeira aberta. 
Ele: - Onde está a manteiga? 
Ela: - Dentro da geladeira. 
Ele: - Já procurei e não achei. 
Ela: - Mas está aí. Não faz nem dez minutos que eu guardei. 
Ele: - Não. Você deve ter guardado em outro lugar. Tenho certeza. A manteiga não está na geladeira. 
Neste momento, ela invade a cozinha, mete a mão na geladeira e, num passe de mágica, faz aparecer um tablete de manteiga. Homens ignorantes às vezes acham que tudo não passa de um truque e acusam as mulheres de esconder as coisas em gavetas e armários. Meias, sapatos, cuecas, geleia, manteiga, as chaves do carro, a carteira - está tudo lá, mas eles não enchergam. Com sua visão periférica mais ampla, a mulher consegue ver quase tudo o que está dentro da geladeira ou do armário, sem mover a cabeça. O homem, quando procura um objeto "perdido", vira a cabeça para um lado e para o outro, para cima e para baixo.
Essas diferenças na visão têm consequências importantes em nossas vidas. Estatísticas das empresas seguradoras, por exemplo, mostram que é muito raro uma motorista ser atingida na lateral ao atravessar um cruzamento. Seu campo de visão mais amplo lhe permite ver o que vem da esquerda ou da direita. É muito mais provável que ela dê uma batida de frente ou de ré quando estiver estacionando, já que a sua orientação espacial é bem menos desenvolvida.
A vida da mulher é muito menos estressante quando ela entende a dificuldade que o homem tem de enchergar a curta distancia. Por outro lado, quando uma mulher diz "Está no armário!", é melhor o homem acreditar e continuar procurando.

Olhos atrás da cabeça?


Bem, não exatamente, mas quase. A mulher não só tem maior variedade de cones na retina como possui uma visão periférica mais abrangente que a do homem. Como guardiã da cria, tem o cérebro pronto pra perceber um campo visual de, pelo menos, 45º de cada lado da cabeça e acima e abaixo do nariz. Muitas mulheres têm boa visão periférica de quase 180º. 
Os olhos do homem são maiores que os da mulher e o cérebro masculino é configurado pra visão a longa distância, do tipo túnel, que o faz enxergar claramente em frente até muito longe, como se usasse binóculo. Como caçador, o homem precisava ser capaz de identificar e perseguir alvos distantes. Desenvolveu, então, um tipo de visão em que parece usar antolhos, pra não se desviar do foco. 
A mulher precisava de um raio de visão que lhe permitisse perceber algum predador se aproximando. É por isso que o homem moderno consegue facilmente encontrar o caminho dum bar muito afastado mas não é capaz de achar qualquer coisa na geladeira, no armário ou na gaveta. Mulheres têm uma visão periférica mais ampla, homens têm visão tipo túnel. Em 1997 4.132 crianças foram atropeladas em estradas na Inglaterra, sendo que entre os feridos havia 2.460 meninos e 1.492 meninas. Na Austrália, o número de meninos acidentados passou do dobro das meninas. Isso acontece porque os garotos, além de mais imprudentes, têm uma visão periférica menos desenvolvida. 


>>> Agora, se você quer mesmo saber por que os homens fazem sexo e as mulheres fazem amor, recomendo que leia o livro! É curtinho, divertido e muito informativo.

Nenhum comentário: